Época de Bronquiolite em Bebês

Quando o inverno chega, a atenção sobre os bebês deve ser redobrada: além de se preocupar com as baixas temperaturas.
Este período é incômodo para as vias respiratórias, já que a falta de umidade faz com que seu funcionamento fique vulnerável. No caso dos bebês, um problema recorrente é a bronquiolite. Entenda o que é e como proteger seu filho.

Bronquiolite?
Bronquiolite é uma doença inflamatória aguda, normalmente causada por vírus,no trato respiratório inferior, ocorre com mais frequência nos dois primeiros anos de vida.
Entretanto, algumas circunstâncias – como o tempo seco, o ambiente poluído ou a permanência em espaços com fumantes podem aumentar a possibilidade de infecção.

Quais são seus principais sintomas?
Os principais sintomas da bronquiolite:

● Tosse;

● Chiado no peito;

● Dificuldade em respirar;

● Problemas com a alimentação;

● Febre alta e constante;

● Inquietação.

Quais são os tratamentos possíveis?
Se os pais ou responsáveis notarem algum (ns) dos sintomas descritos acima, é necessário procurar um médico imediatamente. A bronquiolite pode interferir no desenvolvimento do sistema respiratório e provocar doenças crônicas, sendo a asma a mais problemática.
O profissional de saúde é essencial para diagnosticar a doença e indicar o tratamento adequado. Os mais comuns são:

● Uso de medicamentos segundo indicação médica;

● Utilização de remédios para diminuir a febre;

● Hidratação constante;

● Submeter a criança a um ambiente com vaporização, como, por exemplo, um banheiro com um chuveiro ligado;

● Fisioterapia Respiratória, para ajudar na desobstrução das vias aéreas.

Embora estes recursos não desapareçam com a bronquiolite, eles facilitam e aceleram o desaparecimento dos sintomas.

Como evitar a bronquiolite?
Prevenir é sempre melhor do que remediar. Por isso a saúde de crianças com menos de um ano de idade precisa ser tratada seriamente com a prevenção. No caso da bronquiolite, alguns cuidados na rotina podem reduzir consideravelmente as suas chances de aparecer.
Os principais cuidados são:

● Umidificação do ar: experimente aplicar artifícios para melhorar a qualidade do ar, como o uso de um umidificador ou de baldes com água próximos ao berço;

● Hidratação: mantenha o bebê hidratado;

● Cuide da imunidade: não negligenciando a alimentação dos pequenos e seguindo o calendário de vacinação;

● Evite o contato da criança com pessoas gripadas e locais fechados com aglomeração nessa época do ano;

● Evite a exposição ao tabaco: a fumaça de cigarros precisa ser evitada ao máximo. Caso perceba alguém fumando próximo ao bebê, peça para que a pessoa se afaste ou leve o pequeno para outro lugar.

Nem sempre se pode evitar por completo o aparecimento da doença, mas com os cuidados acima, se reduzem as chances de que ela aconteça. Cuide do seu bebê!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *